segunda-feira, setembro 03, 2007

DEU NO JORNAL - Ciclo de encontros resgata memória do teatro na Bahia


Projeto vencedor do Prêmio Carlos Petrovich acontece em outubro


O Teatro NU, através da atriz e jornalista Jussilene Santana, realiza em outubro próximo, em data ainda a ser confirmada, o projeto Memória do Teatro na Bahia, um dos nove contemplados na 1ª. edição do Prêmio Carlos Petrovich, promovido pela Fundação Cultural do Estado (Funceb). O evento reúne a primeira turma de atores e atrizes profissionais do estado, artistas atuantes na área há mais de 50 anos.

Os encontros ocorrem em três dias consecutivos, com entrevistas mediadas pela pesquisadora que investiga a história do teatro baiano em doutorado no Programa Pós-Graduação em Artes Cênicas da Ufba (PPGAC). Nomes como Sonia Robatto, Yumara Rodrigues, Carmen Bittencourt e Mario Gadelha, entre outros, falarão sobre suas respectivas carreiras, formação e questões artísticas.

Durante a conversa, serão exibidas fotos e matérias de jornal contando a vida e a obra dos entrevistados. As fotos pertencem ao arquivo pessoal dos convidados e ao acervo de Jussilene, levantado em pesquisa aos jornais A Tarde e Diário de Notícias, entre os anos de 1956 e 1961. O evento será gratuito.
(Na foto Sonia Robatto e Nevolanda Amorim ensaiam para O Boi e o Burro a caminho de Belém, de 1958. Diário de Notícias)
Agora, olha só quem já tá trabalhando nesta idéia:
Gil Vicente (claro), Fernanda Bezerra, Mariana Machado, Manuela Furtado e Danilo Moraes. Quer participar? Mande e-mail para junesantana@gmail.com

10 comentários:

Claudia disse...

Maravilha!!!

Claudio Moura disse...

Sonia não mudou nada... Vc tem mais fotos dela?
[]s

Marcos Barbosa disse...

Excelente iniciativa, premiação brilhantemente merecida.

Contem comigo para o que precisarem.

Patrícia disse...

Que massa, Jussi! Estamos aí!

Anônimo disse...

Parabéns a você, Gil, e a Jussilene,e a quem mais que tenha parido a boa idéia! É uma iniciativa que vai bem de encontrão aos modismos descartáveis, na contra-mão do apagamento do passado, de quem somos nós e como chegamos até aqui. Bravíssimo! Afinal, quem não conhece a história própria é apropriado como marionete pelos relatos alheios. Parabéns! Cleise Mendes.

Anônimo disse...

Estou fazendo uma pesquisa em educação sobre a universiidade federal da bahia e suas escolas de arte, o ensino de arte na universidade. gostaria de saber quando e onde vai acontecer o evento.
boa sorte a todos,

Joana Santos Andrade

Lulu/Juju disse...

Joana, esse seu tema me interessa muito! Volta e meia debatemos a questão da função/objetivo das escolas de arte na pós-graduação.

Como discutimos também sobre qual escopo de tecnicas ensinar no intervelo curto de quatro anos.
Se quiser continuar o debate, manda e-mail para junesantana@gmail.com

Bom, quanto ao evento, tudo indica que será no fim de outubro, em local ainda não determinado. Estamos correndo para fazer um encontro muito especial!

Lulu/Juju disse...

Marcos e Patrícia, obrigada, obrigada! Em nome de toda a equipe.
E vamos, sim, contar concês. ;)

Cleeeise, que honra sua participação aqui!!! Obrigada também! Vc, pioneira, sabe o quanto é importante termos um juízo comum do que deve ser salvo do esquecimento.

grande abraço a todos!

Milena Brasil disse...

Parabéns Jussi. Com certeza dará tudo certo. Eu quero poder participar, nem que seja na platéia.

Lulu/Juju disse...

Obrigada, Milena,

Vc está com algum turno vago este semestre? Manda um e-mail para mim.
junesantana@gmail.com