quinta-feira, novembro 01, 2007

gente de teatro


Patrícia Rammos, Claudinho Simões, Mariana Moreno, eu, Graziela Alvarez, Emiliano d´Avila, Luísa Prosérpio e Igor Epifânio.

3 comentários:

Trói disse...

Oi Jucilene. Obrigado pelo comentário. Como vc bem reparou, é a primeira vez que a "classe" enquanto classe se une para isso, no Mercado não existiam tantos artistas/produtores, existiam? No sentido de reunião vc tem razão, outros eventos já utilizaram o teatro com a presença até de grupos internacionais, mas o Festival é a oportunidade de ser primordialmente Teatro e uma pena q todos os artistas não estavam empenhados nisso. O evento teria muito a ganhar, tenha certeza. A exposição no Sesc continua? Vou colocar o link por lá. Abraço.

Troi disse...

Desculpe. Jussilene.Com dois "ss".

Lulu/Juju disse...

Oi, vou voltar com calma a este assunto mais tarde... Mas, rapidinho, para quem não entendeu, eu deixei o post que segue abaixo no blog de Marcelo de Trói(http://mtroi.blog.uol.com.br/), por ter lido um comentário a um texto deste no blog de Celsinho http://cadernosgrampeados.zip.net/

Bom, não fui eu quem escreveu que "esta é a primeira vez que a classe se une", esta é uma citação retirada do próprio texto de Marcelo sobre o Festival de Teatro na Bahia, evento no qual participei com uma exposição fotográfica ... Acho que isso não ficou claro, inclusive para ele.

Outras reuniões com partes desta "classe" já aconteceram e acontecerão nesta cidade. Inclusive, como ele mesmo se queixa, "pena que a classe não estivesse agora neste último"

O que está em questão é realmente a noção de classe teatral, não é mesmo?

"Marcelo, sou atriz e participei do atual Festival da Coop. com uma exposição sobre a história do teatro na Bahia no Sesc-senac pelourinho. Mas este não é o primeiro evento que traz para a cidade um número expressivo de peças de outros estados/países ("Pelo menos no que se tem conhecimento, é primeira vez na Bahia que a classe teatral se uniu em prol de um evento que trouxe gente de todos os cantos do país"). É, talvez, nos últimos 40 anos, um evento que usa um nome oficial, menos fantasia (FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO etc)... Mas o que eram as mostras nacionais de teatro do Julho em Salvador (projeto que durou 4 edições) e do Mercado Cultural (idem)? Bom, convido-o a visitar o blog do meu grupo Teatro NU, que mantenho com meu colega de doutorado Gil Vicente Tavares. []s" Nós temos 1mb de memória...por isso só andamos em círculo..